1 de set de 2012

Révérence

Foto: lookbook.nu
Bailarina, dance pra mim
Bailarina, fique aqui
A sua dança é toda poesia
Desperta alegria onde havia dor
Rodopia no palco da vida,
Naquela caixinha em forma de amor

Bailarina, dance pra mim
Bailarina, fique aqui
De manhã e mesmo à noite
Ofusca o brilho de estrela qualquer
E meu coração, tão bobo da corte
Se contenta com o fato de ser o que é

Bailarina, dance pra mim
Bailarina, fique aqui
Ou, quem sabe, me leve com você
Me mostre um mundo de tudo ao revés
Acolha minhas rosas no révérence
Enquanto aplaudo de pé, aos seus pés

Fiz esse poema em homenagem às bailarinas, já que hoje é o nosso dia. Espero não ter sido injusta com os bailarinos, eles não são menos merecedores. Felicidade, a todos e todas! E muita dança sempre!

Um comentário:

  1. Bailarino... Você que sorri para a dor,
    Que em dias quentes ou congelantes,
    Está lá, pronta para mais uma aula.
    Você que em corredores longos tem vontade de saltar
    Que antes de fazer qualquer coisa pensa: "e Sete, e Oito”.
    Você que não acredita quando alguém diz ter uma dor corporal insuportável
    Ou quando alguém diz a ridícula frase: "Ballet é fácil, qualquer um dança”.
    Isso tudo porque você é um bailarino
    E sabe que essa vida não é fácil
    E que exige dedicação extrema
    Que sabe que seu amor pela dança supera tudo
    E que sabe, que por trás da delicadeza do ballet,
    Existe a garra e força de um guerreiro!

    ResponderExcluir